Lápide funerária

Goa (Índia)

Séc. XVI, mármore, 138x160x11,5 cm

Estela com inscrições nas duas faces. Numa face a inscrição em português: “Esta sepultura é de Rui Freire e nela jaz sua mulher que faleceu na era de 1562”. Na outra, várias inscrições em árabe com versículos do Corão.

Contador

Índia mogol

Séc. XVII (corpo superior) séc. XVIII (corpo inferior), teca, ébano, sissó e outras madeiras, marfim ou osso colorido, 114×62,5x 48 cm

Contador indo-português de influência mogol feito na Índia segundo modelos portugueses. Oferecido pelo sócio Reuben Henry Harvey em 1969.

Dayan (tambor)

Índia

Séc. XIX, madeira, pele, pigmentos, 84×61 cm

Instrumento musical de percussão que é normalmente tocado em conjunto com o Bayan. Os dois constituem o chamado Tabla, um dos conjuntos de percussão mais populares na Índia.

Chonfolim (caixa de jogo)

Goa, Índia

Séc. XIX, madeira, 58×19,5×6,5 cm

Jogo com tampa corrediça (pintada e lacada) com pega, peões e palhetas. Inclui seis jogos (Tablam, Duplo Alguerue, Tictém, Gudffolém, Lau Kati Kata, Pentalfa).