SGL

Instalações

A partir de 1897 a SGL ocupa amplo edifício na Rua das Portas de Santo Antão (1, 2). José Luís Monteiro, então arquitecto do Município de Lisboa, foi chamado a conceber e adaptar o espaço dedicado ás instalações da SGL, depois desta anteriormente ter passado por outros três edifícios (1, 2, 3), que se foram tornando pequenos dado o grande crescimento da Sociedade.

Coincidiu a sua inauguração solene, pelo Chefe do Estado, em 8 de Julho de 1897 (dia da partida de Vasco da Gama para a Índia) com as comemorações do 4º Centenário do Descobrimento do Caminho Marítimo para a Índia.
Compõe-se o dito edifício de rés-do-chão e 4 andares, que se ligam entre si por um ascensor e ampla escadaria.
Entra-se no edifício da Sociedade de Geografia de Lisboa ultrapassando um guarda-vento decorado com vitrais.
No amplo átrio (1, 2) encontram-se seis estátuas representando o Infante D. Henrique, Fernão Lopes, Pedro Álvares Cabral, Azurara, João de Barros e Castanheda. É aqui que se pode observar o quadro de Veloso Salgado “Vasco da Gama perante o Samorim”.

Por porta à esquerda do átrio entra-se para a Sala do Convívio dos Sócios. Trata-se de um recinto agradável onde os sócios e os seus convidados podem fruir de momentos de lazer. Funciona também como Centro de Acolhimento de Investigadores que procuram esta Sociedade.
Por escadaria bem lançada acede-se ao primeiro andar onde estão sediadas a Biblioteca e a Cartoteca, bem como a “Sala de Reuniões” da Direcção. Nas paredes desta “Sala” podem ver-se os retratos a óleo dos presidentes da Sociedade de Geografia de Lisboa, bem como o do rei D. Luís seu Protector e primeiro Presidente de Honra.

No segundo andar – designado o andar nobre – além da grande “Sala Portugal”, que acompanha toda a fachada do edifício, existem, também, com entrada pelo patim da escada principal, as salas “Algarve”, dos “Padrões” e “da Índia”.
A “Sala Portugal” (1, 2) mede cerca de 50 metros de comprimento por 16 de largura e tem, a toda a volta, duas ordens de galerias. É a sala destinada ao Museu, grandes recepções, sessões solenes, etc.
A representação etnográfica do Museu compreende objectos culturais, da África Ocidental, Central, Oriental, Índia, China (incluindo Macau), Japão, Timor.

A “Sala Algarve” tem cerca de 19 metros de comprimento por 11 m. de largura. É a destinada às sessões ordinárias, vulgares conferências e pequenas reuniões.

Por detrás da mesa da presidência encontram-se nesta Sala, em nichos, as estátuas de Vasco da Gama, do Infante D. Henrique e de Camões. Ao fundo vê-se um grande planisfério luminoso, com as rotas dos Descobrimentos seguidas pelos nossos navegadores, de 1482 a 1660, feito expressamente para figurar na Exposição Internacional de Paris de 1931.

A “Sala da Índia” tem o tecto de estuque, em toda a volta da cimalha medalhões policromados, evocando datas gloriosas ou reproduzindo emblemas característicos.
Num dos cantos da sala há uma pequena estátua de Vasco da Gama, modelo de Victor Bastos, e variado mobiliário indo-português.
Há ainda na “Sala da Índia” os retratos de el-rei D. Carlos e da rainha D. Amélia, com dedicatórias autografadas.
Vê-se numa das paredes um Escudo Nacional de madeira de teca, admiravelmente trabalhado.
A parte central da sala está ocupada com dois globos Vicente Coronelli.
Na comunicação da “Sala Portugal” com a da “Índia” situa-se a “Sala dos Padrões”.

O acervo museológico da “Sala dos Padrões” é constituído por um conjunto de peças ligadas aos Descobrimentos Portugueses, com relevo para os padrões de pedra colocados na costa africana pelos nossos navegadores.
Sem dúvida que esta “Sala dos Padrões” possui importantes traços da nossa memória histórica. Desta acção resultou contacto com novos povos e outras culturas, originando a era do novo humanismo.
Possui a “Sala dos Padrões” um conjunto de peças portadoras de interessantes inscrições, todas elas já decifradas.
Umas foram trazidas de África e atestam a chegada das caravelas portuguesas à costa Ocidental, como transcreve o texto gravado no Padrão dito de Stº. Agostinho, datado de 1482, mas colocado em 1483 por Diogo Cão no Cabo de Stª. Maria, ao sul de Angola.

Outras são provenientes da Índia longínqua e fazem alusão a personalidades e acontecimentos que tiveram por palco aquelas paragens.

É o caso das inscrições gravadas na urna onde estiveram depositadas as ossadas de Afonso de Albuquerque, possivelmente de 1520 a 1565, e enviada de Goa para Lisboa em 1869, ou as da lápide que alude ao 2º cerco de Diu pelo rei de Cambaia em 1546 e do socorro feito por D. João de Castro. São de referir as inscrições da famosa lápide de mármore branco da Índia, profundamente decorada numa das faces com arabescos e transcrições do Corão, e do lado oposto com curiosa inscrição em português alusiva a ter servido de estela funerária a Rui Freire e sua Mulher (1546); ou ainda a lápide que menciona o naufrágio da nau portuguesa “São Francisco” em 1602 na Barra do Goulão (Índia Oriental), bem como do milagre atribuído ao Santo patrono na embarcação, no salvamento dos náufragos e a chegada a Lisboa dos marinheiros em 1604, que solenemente foram colocar na Igreja de São Francisco desta cidade uma cruz feita do mastro do navio.

Pode ainda indicar-se a existência da moldagem da lápide que D. João de Castro trouxe de um templo indiano e cujo original foi colocado por este vulto da nossa história, na sua quinta da Penha Verde, em Sintra. Possui uma longa inscrição em sânscrito.

Também se encontra na “Sala dos Padrões” uma pequena pedra tumular inscrita do mestre da Carreira da Índia Manuel Dias (séc. XVI).

Os mestres da Carreira da Índia foram importantes marinheiros que muito contribuíram para o sucesso da difícil navegação em direcção à Índia, mas tantas vezes esquecidos e caídos no anonimato.
O terceiro e quarto andares ficam ao nível da 1ª e 2ª galerias da “Sala Portugal”.

No 4º andar há um espaçoso anfiteatro dotado das adequadas infra-estruturas de audiovisuais. Está aí localizado ainda o Gabinete do Presidente, o dos Secretários-Gerais e a Secretaria da SGL.

Setembro 2017
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Newsletter